Informações
Home > Maternidade Independente - Engravidar sozinha | Ferticentro
eu-sozinha-2.jpg

Quero engravidar sozinha!

Se deseja ser mãe sem parceiro masculino, pode recorrer a técnicas de Procriação Medicamente Assistida (PMA).  

A Lei portuguesa é uma das mais progressistas da Europa, e permite que as mulheres que desejam ser mães sem parceiro masculino (sejam ou não solteiras) possam recorrer estas técnicas de PMA para realizar o seu desejo.

Trata-se de um processo simples do ponto de vista burocrático, em que a gravidez é obtida com recurso a esperma de um dador. O tipo de técnicas a utilizar varia, dependendo de fatores como a idade e a eventual existência de complicações ginecológicas.

Quais os passos a seguir: O primeiro passo para iniciar o processo consiste na marcação de uma consulta de fertilidade na Ferticentro. Nessa consulta, é realizado um exame ginecológico completo e são prescritas análises clínicas ou outros exames. As mulheres que vivam no estrangeiro (ou fora da região de Coimbra) podem realizar este primeiro passo com o seu ginecologista habitual. No entanto, é necessário que a Ferticentro envie previamente algumas recomendações específicas. Esta avaliação inicial serve para verificar se o tratamento é possível, quais as probabilidades de sucesso e qual a técnica mais adequada.

Que técnicas podem ser utilizadas? A selecção da técnica adequada a cada caso depende de múltiplos factores, como a idade e os resultados da avaliação clínica inicial.

As técnicas que podem ser utilizadas são:

A doação não envolve qualquer compensação económica para o paciente que foi dador. Este é um ato puramente altruísta. O receptor paga apenas as despesas médicas relacionadas com o processo de criopreservação e descongelação dos embriões.

A disponibilidade de embriões doados é limitada, pelo que terá de ser confirmada pela nossa equipa.

Se pretende mais informações sobre os tratamentos realizados na Ferticentro, envie-nos um pedido de contacto.